COZINHA DOS PAÍSES DE LINGUA PORTUGUESA

No período colonial, fizeram-se vários ensaios de africanizar a cozinha portuguesa.Em Moçambique, por exemplo, o revitalizar do património culinário contra a adulteração daquela cozinha estranha à cultura e aos moçambicanos, foi timidamente ensaiado nos primeiros anos pós independência.Algumas das receitas divulgadas, então, eram representativas da verdadeira e genuina cozinha moçambicana.A mucapata, o mucuane, a mathapa, o tocossado o frango à zambeziana, o caril de amendoim, são alguns dos pratos a que me refiro e que são subscritos por moçambicanas bem conhecidas na arte de cozinhar.É impossível falar da cozinha moçambicana, omitindo a colonização e a consequente repressão cultural . Disto falaremos, oportunamente.
Entretanto, com a descolonização, todos e cada um dos países pode, também aqui, fazer a sua própria história.
Regressamos ao passado gastronómico, à cozinha tradicional, mergulharemos nas raízes, passaremos pelo presente, questionaremos opções e espreitamos novas influências.
Assim, apostamos na divulgação do que de mais representativo, existe, na cozinha dos países de língua portuguesa.
Gostariamos de contar com a colaboração de todos os que por aqui vão passar.


quarta-feira, 5 de março de 2008

CACHUPA


Ingredientes:
Milho e feijões: 4 xícaras de milho cochido (pilado, sem farelo); 1 xícara de feijão-pedra; 1 xícara de favona; ½ xícara de feijão-manteiga
Carnes e enchidos: 1 galinha; ½ kg de entrecosto, 2chouriços de carne;2 farinheiras; ½ kg de toucinho entremeado; 1 chispe
Hortaliças:1kg de repolho; 1kg de banana verde; 1kg de batata; 1kg de tomate maduro; 4 cebolas; 4 dentes de alho 2 folhas de louro; 1 ramo de coentros
Gorduras: 1dl de azeite; 1/4kg de bacon
Preparação:
1 -Coze-se o milho e os feijões, previamente demolhados, em água temperada com azeite, uma cebola às rodelas, 2 dentes de alho picados e uma folha de louro.
2 – Noutro tacho, cozinham-se as hortaliças com o entrecosto e o chispe que também devem ficar de molho.
No fim colocam-se os chouriços e deixam-se cozer. As farinheiras deverão ser cozidas à parte, em lume brando para evitar que elas rebentem.
3 – Leva-se um tacho ao lume com azeite, alho e cebola picados e faz-se um puxado (refogado).
Junta-se a galinha cortada aos bocados e temperada com sal e piripiri. Junta-se água.
Acrescenta-se o tomate desfeito e deixa-se apurar.
4 – Noutro tacho, faz-se um puxado com azeite, cebola e alho.Junta-se o louro e bacon em tiras fininhas. Depois de pronto, junta-se-lhe parte das carnes e dos
enchidos cortados.Refresca-se com vinho branco.
Junta-se o milho e os feijões escorridos e um pouco da água onde cozeu a carne e os legumes. Deixa-se apurar. Junta-se o repolho e, perto do fim, coentros picados.
5 – A cachupa está pronta para servir numa travessa grande e funda. Enfeita-se com rodelas de chouriço, toucinho e farinheira.
Noutras travessas dispõem-se as hortaliças, batatas, banana verde e o restante repolho
ETIQUETA:Cozinha caboverdeana - carnes

1 comentário:

Márcia marcialimaaa@hotmail.com disse...

Olá, eu gostaria de saber onde posso comprar o Feijão-Pedra aqui no Brasil?? eu tenho procurado fornecedores ou lugar pra comprar e não acho, se vc puder me ajudar eu agradeço! =)