COZINHA DOS PAÍSES DE LINGUA PORTUGUESA

No período colonial, fizeram-se vários ensaios de africanizar a cozinha portuguesa.Em Moçambique, por exemplo, o revitalizar do património culinário contra a adulteração daquela cozinha estranha à cultura e aos moçambicanos, foi timidamente ensaiado nos primeiros anos pós independência.Algumas das receitas divulgadas, então, eram representativas da verdadeira e genuina cozinha moçambicana.A mucapata, o mucuane, a mathapa, o tocossado o frango à zambeziana, o caril de amendoim, são alguns dos pratos a que me refiro e que são subscritos por moçambicanas bem conhecidas na arte de cozinhar.É impossível falar da cozinha moçambicana, omitindo a colonização e a consequente repressão cultural . Disto falaremos, oportunamente.
Entretanto, com a descolonização, todos e cada um dos países pode, também aqui, fazer a sua própria história.
Regressamos ao passado gastronómico, à cozinha tradicional, mergulharemos nas raízes, passaremos pelo presente, questionaremos opções e espreitamos novas influências.
Assim, apostamos na divulgação do que de mais representativo, existe, na cozinha dos países de língua portuguesa.
Gostariamos de contar com a colaboração de todos os que por aqui vão passar.


terça-feira, 27 de maio de 2008

CREME DE COCO

Ingredientes:
3dl de natas espessas; 3dl de leite; 50 g de coco ralado; 1 colher de chá de sal; 3 ovos grandes; 2 gemas; 75g de açúcar refinado; 5º g de amêndoas de caju, não salgadas, sem casca, picadas
Preparação:
1 – Coloque as natas, o leite e o coco numa caçarola e mexa, sobre lume médio, até o coco ficar bem dissolvido. Junte o sal, mexa e retire do lume.
2 – Deite os ovos, as gemas e o açúcar refinado numa tigela. Bata tudo bem e depois junte gradualmente o coco, batendo sempre.
3 – Deite as amêndoas de caju picadas no fundo de uma forma de soufflé de 1,2 L ou de um prato de ir ao forno semelhante em tamanho.
Deite a mistura de natas e ovos na forma, ou prato, e coloque-a dentro dum tabuleiro com água (já quente) colocado no forno.
Deixe cozer 1 1 ¼ horas, até o creme se mostrar cozido a um leve toque no centro, mas ainda tremer levemente quando se mover a forma.
Retire do forno e deixe arrefecer

2 comentários:

Diva disse...

Meu quido ontem experimentei uma receitinha de camarao com um molho de lamber os beicos huuuummmm... sabe-se la porque me lembrei de ti hehehe. Com paciencia mando-te?!
Bjs meus

Agry White disse...

Alinharei os segundos no monitor.
Fico, pacientemente, à espera. Espero bem que a promessa se cumpra porque, em matéria de mail's
nem pitada,hehehe
Beijos