COZINHA DOS PAÍSES DE LINGUA PORTUGUESA

No período colonial, fizeram-se vários ensaios de africanizar a cozinha portuguesa.Em Moçambique, por exemplo, o revitalizar do património culinário contra a adulteração daquela cozinha estranha à cultura e aos moçambicanos, foi timidamente ensaiado nos primeiros anos pós independência.Algumas das receitas divulgadas, então, eram representativas da verdadeira e genuina cozinha moçambicana.A mucapata, o mucuane, a mathapa, o tocossado o frango à zambeziana, o caril de amendoim, são alguns dos pratos a que me refiro e que são subscritos por moçambicanas bem conhecidas na arte de cozinhar.É impossível falar da cozinha moçambicana, omitindo a colonização e a consequente repressão cultural . Disto falaremos, oportunamente.
Entretanto, com a descolonização, todos e cada um dos países pode, também aqui, fazer a sua própria história.
Regressamos ao passado gastronómico, à cozinha tradicional, mergulharemos nas raízes, passaremos pelo presente, questionaremos opções e espreitamos novas influências.
Assim, apostamos na divulgação do que de mais representativo, existe, na cozinha dos países de língua portuguesa.
Gostariamos de contar com a colaboração de todos os que por aqui vão passar.


sábado, 20 de junho de 2009

BABA DE MOÇA


Ingredientes
500 g de açúcar; 2 chávenas de chá de água; 1 copo de leite grosso retirado de 1 coco ralado, ao qual se adicionou ½ copo de leite quente; 4 gemas; canela em pó
Preparação
1 – Misture a calda ( 1 copo de calda em ponto de fio) e os demais ingredientes numa vasilha e depois leva a lume fraco, mexendo até engrossar.
2 – Retire do fogo, deixe arrefecer um pouco, disponha em taças e polvilhe com canela
IMAGEM DAQUI

Outra versão: Fazer uma calda com o açúcar e o leite de coco. Deixar engrossar um pouco. Esfriar ligeiramente. Juntar as gemas. Levar rapidamente ao fogo e adicionar cravo e a canela em pó. Distribuir em tigelinhas

1 comentário:

Teresa disse...

Depois de passar por este blog só se consegue pensar numa coisa... comer!
São tantas as delicia que o mais difícil é decidir qual experimentar primeiro.
Parabéns Agry, a minha gula agradece.
Um beijinho e uma boa semana :)